BLOG

Confira abaixo as novidades da São Lucas.

Você sabe o que é Dislexia?

Você sabe o que é Dislexia?

A dislexia é um transtorno genético e hereditário de aprendizagem, que possui origem neurobiológica. Caracterizada como uma dificuldade do aprendizado e da realização de atividades de leitura e escrita, em diferentes graus. Ou seja, o cérebro tem dificuldade em interpretar e aprender as letras, símbolos gráficos, formar palavras e estabelecer  memória fonêmica, porém essa dificuldade não possui nenhuma ligação com um Q.I (quociente de inteligência), baixo ou inferior.   

Os sintomas, podem variar de acordo com a gravidade de cada caso, e também com a fase de alfabetização que a pessoa se encontra. Por isso, é importante estar atento a sinais como:

Na Infância:

  • Desatenção e dispersão;
  • Atraso da fala e linguagem;
  • Dificuldade em aprender rimas e canções;
  • Atraso na coordenação motora;
  • Baixa autoestima. 

No aprendizado:

  • Dificuldade na leitura e escrita, soletração;
  • Dificuldade em copiar texto em livros e lousas;
  • Dificuldade em ler em voz alta, compreender aquilo que foi dito;
  • Problemas para identificar fonemas, associá-los às letras e reconhecer rimas e aliterações;
  • Dificuldade para decorar a tabuada, reconhecer símbolos e conceitos matemáticos;
  • Ortográficas: troca de letras, inversão, omissão ou acréscimo de letras e sílabas (disgrafia);
  • Confusão entre esquerda e direita;
  • Dificuldade em manusear mapas, dicionários, listas telefônicas etc.;
  • Dificuldade na coordenação motora, organização temporal e espacial.

Na fase adulta:

  • Demorar muito tempo para ler um livro;
  • Ao ler, saltar os finais das palavras;
  • Dificuldade em pensar o que escrever;
  • Dificuldade em fazer anotações;
  • Dificuldade em seguir o que os outros dizem e com sequências;
  • Dificuldade no cálculo mental e na gestão do tempo;
  • Dificuldade em compreender adequadamente o sentido de um texto;
  • Necessidade de reler várias vezes o mesmo texto para o compreender;
  • Dificuldade na escrita, com erros de trocas de letras e esquecimento ou confusão em relação à pontuação e gramática;
  • Confundir instruções ou números de telefone, por exemplo;
  • Dificuldade no planejamento, organização e manejo do tempo ou tarefas.

A doença geralmente é diagnosticada na infância, entre os 6 aos 9 anos, por ser o período de alfabetização, mas é possível ser diagnosticado na fase adulta também. Para diagnóstico é necessário uma equipe de profissionais, como pedagogo, fonoaudiólogo e psicólogo, e testes de audição e visão e provas de fluência verbal e desempenho cognitivo para avaliar os graus e existência de dificuldades .

Apesar da dislexia não possuir cura, existem tratamentos que ajudam a criar métodos e estrategistas para o aprendizado, e lidar com barreiras do dia a dia. Lembre-se: quanto mais cedo for diagnosticado, mais eficiente será o tratamento, aprender de outras formas ainda é aprender!


Leia também